14 ago 2011

De novo para o Vasco



O Palmeiras voltou ao Rio de Janeiro para enfrentar novamente o Vasco, neste domingo (14), mas desta vez pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jogando em São Januário, o Verdão não contou com a presença do volante Marcos Assunção, suspenso por tomar terceiro cartão amarelo, e o técnico Luiz Felipe Scolari optou em colocar Chico em seu lugar. Para a partida, o meia Valdivia voltou para ajudar a equipe após participar de um amistoso com a seleção chilena e, com Marcos poupado, Deola defendeu a meta alviverde.

O Palmeiras foi melhor durante todo o jogo, arriscou mais chutes, mas não acertou nas finalizações. Apesar das tentativas, o Palmeiras não conseguiu superar o Vasco e perdeu por 1 a 0. Agora, o elenco se prepara para pegar o Bahia, dia 18.

A partida no Rio de Janeiro começou equilibrada e com as duas equipes buscando o gol ainda no início. Gerley partiu para o ataque logo após o apito inicial, foi interceptado e recebeu a primeira falta do jogo.

A primeira oportunidade de balançar as redes saiu para o Palmeiras. Após cobrança de escanteio, Dinei subiu mais que todo mundo, cabeceou e levou perigo para o gol de Fernando Prass.

Melhor na partida, o Palmeiras estava com o time bem distribuído em campo, com mais passes de bola e dominando o jogo. Aos 14min, a defesa vascaína tentou afastar, mas a bola sobrou para Valdivia que dominou, chutou, mas a bola subiu muito.

Minutos depois, o Verdão levou perigo mais uma vez para o time carioca. De touca azul por causa de uma trombada com o zagueiro do Vasco, Dinei aproveitou um rebote na área e tentou finalizar, mas o goleiro abafou o lance e salvou os donos da casa.

Aos 30min, o time do Vasco assustou Deola com um cruzamento na área de Juninho Pernambucano. Mas, bem posicionado, o goleiro alviverde pulou e espalmou, mesmo com o árbitro já apitando falta em cima dele. Sem se abalar, o Verdão partiu para o ataque, Kleber recebeu sozinho na entrada da área e tentou um lençol pra cima do goleiro. A bola passou e foi em direção ao gol, mas o zagueiro vascaíno conseguiu salvar antes de ultrapassar a linha. Bela oportunidade do Palmeiras.

No final da primeira etapa, o Palmeiras continuou melhor, mas o Vasco começou a sair mais e arriscou alguns lances. Todos sem sucesso. Quando o relógio marcou 46min, o árbitro Márcio Chagas da Silva apitou o término do primeiro tempo.

Para o segundo tempo, nenhuma das equipes sofreu alteração. Apenas Dinei teve que tomar nove pontos na orelha, após acidente ainda na primeira etapa. Segundo o Dr. Vinícius Martins, o atacante abriu a orelha por dentro e por fora e, mesmo com a touca protetora, terá que jogar no sacrifício.

Mais uma vez o Palmeiras começou melhor e quase abriu o placar com o cabeceio de Chico na trave, ao 1min. Logo depois, Dinei foi derrubado na área por Renato Silva. Pênalti claro, mas o árbitro deixou seguir.

Aos 11min, Luan recebeu na área e arriscou. Jumar, ex-Palmeiras, se esticou todo e salvou mais uma vez a equipe carioca. Cinco minutos depois, foi a vez do Vasco quase marcar. Rômulo fez boa jogada individual, entrou na área e arriscou uma bomba contra Deola, que fez bela defesa e salvou a equipe alviverde.

Quase na metade do segundo tempo, o árbitro errou mais uma vez em não mostrar o cartão vermelho para Fagner, que cometeu uma falta duríssima no Luan, e foi punido apenas com o amarelo.

Aos 27min, Felipão mexeu pela primeira vez na equipe tirando Luan para a entrada do camisa 7, Maikon Leite. Dois minutos depois, foi a vez de Dinei deixar o gramado para Patrik tomar o seu lugar.

Com o ataque muito rápido, o Palmeiras tentou os contra-ataques e Maikon Leite aproveitou o cruzamento e arriscou de cabeça. A bola raspou na trave e foi para fora. Mais uma chance desperdiçada do Verdão. Enquanto o Palmeiras tentava garantir três pontos fora de casa, Deola, do outro lado do campo, foi salvando a equipe com grandes defesas.

Aos 35min, o Vasco abriu o placar em São Januário em uma cobrança de falta bem batida e sem chances para defesa. Vasco 1×0 Palmeiras. Nos minutos finais, Márcio Araújo saiu para a entrada de Vinicius.

Após 4 minutos de acréscimo, o árbitro apitou o final da partida no Rio de Janeiro. Com o resultado, o Verdão é o 6º colocado do campeonato, com 27 pontos. O próximo compromisso será contra o Bahia, quinta-feira (18), às 21h, no estádio do Canindé.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 x 0 PALMEIRAS

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 14 de agosto de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)

Assistentes: José Chaves Franco Filho e José Eduardo Calza (ambos de RS)

Cartões Amarelos: Renato Silva, Victor Ramos, Julinho e Fagner (Vasco); Luan, Cicinho, Dinei e Henrique (Palmeiras)

Gol: Bernardo, aos 35 minutos do segundo tempo

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar, Juninho Pernambucano (Leandro) e Felipe (Victor Ramos); Éder Luís (Bernardo) e Elton. Técnico: Ricardo Gomes.

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Henrique e Gerley; Márcio Araújo (Vinicius), Chico e Valdivia; Luan (Maikon Leite), Kleber e Dinei (Patrik). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Texto: site oficial do Palmeiras


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 set 2017
Com vídeo! Evaldo anula Éder, domina, toca para os companheiros e emenda: “Tupi tem totais condições de reverter”

18 set 2017
Emoção marca abertura da Semana Paralímpica em Juiz de Fora

18 set 2017
Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador: resultados e próximos jogos

16 set 2017
Diretoria do Tupi estuda manter preços promocionais para o jogo de volta

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.