24 jul 2011

Vitória com gol espetacular



O Cruzeiro superou o atual líder do Campeonato Brasileiro, dentro da casa do adversário, na tarde deste domingo, pela 11ª rodada da competição. O Melhor Clube Brasileiro do Século XX não se intimidou diante de um estádio cheio e bateu o Corinthians por 1 x 0, com um belo gol de Wallyson. Com o triunfo, a Raposa chegou aos 18 pontos, consolidou sua arrancada na disputa, aproximando ainda mais dos primeiros colocados e freando o ímpeto do time paulista, que ainda não tinha perdido no Nacional.

O Cruzeiro foi configurado com uma formação diferente, com Everton substituindo Leandro Guerreiro, fora da partida por suspensão, e Roger compondo o meio de campo. Montillo atuou mais avançado, como segundo atacante.

Apesar de jogar fora de casa, quem tomou a iniciativa no jogo foi o Cruzeiro, que logo aos dois minutos ameaçou com o lateral-direito Vitor, que recebeu bola na entrada da área, fintou o marcador e chutou forte. O goleiro Renan espalmou para escanteio. Na cobrança, após confusão na área a bola quase entra. A defesa do time paulista tira em cima da linha.

O Cruzeiro pressionava mais, porém os contra-ataques do Corinthians representavam muito perigo ao gol celeste. A partida iniciou muito disputada, com muitas faltas de lado a lado. Aos sete minutos, um susto. Jorge Henrique cobrou falta e na sobra, o volante Ralf chutou e a bola correu pela rede do gol de Fábio, só que pelo lado de fora, levantando a torcida, que chegou a comemorar.

No decorrer da primeira etapa, o duelo começou a ficar bastante congestionado no meio de campo, com entradas duras e marcação firme das duas equipes. As chances de gol diminuíam, mas o Cruzeiro seguia ameaçando mais, conseguindo chegar ao ataque com mais frequência que o adversário.

Depois de boa trama do Corinthians, o meia Danilo penetrou pela esquerda e na hora do cruzamento, que saiu rasteiro, o lateral Vitor chegou cortando e mandando a bola para escanteio. Na cobrança do tiro de canto, também

Danilo desviou de cabeça no primeiro pau, mas ninguém do time paulista completou a jogada.

O Corinthians poderia ter aberto o placar aos 43 minutos, em uma jogada de contra-ataque que tinha tudo para ser fulminante. O atacante Emerson avançou em velocidade livre de marcação, invadiu a área com perigo, mas o zagueiro Gil mostrou grande capacidade de recuperação e barrou o chute a gol na hora ‘H’.

O primeiro tempo encerrou aos 47 minutos, embora o árbitro Leandro Vuaden tenha dado um de acréscimo. Ele esperou a cobrança de falta do time paulista, pela esquerda. A bola foi alçada muito mal e a defesa celeste cortou em cima da linha da área, proporcionando contra-ataque para o Cruzeiro, interrompido pelo juiz, que concluiu a etapa do jogo.

Segundo tempo

Os técnicos Joel Santana e Tite não promoveram alterações em seus times no vestiário e a segunda etapa foi iniciada com o Corinthians tomando a iniciativa e chegando com perigo ao gol de Fábio. Nos primeiros cinco minutos, a Raposa teve de segurar no campo de defesa.

GOL! Entretanto, aos nove minutos de segundo tempo, o atacante Wallyson mostrou inteligência e abriu o placar com uma verdadeira pintura. O atacante celeste ganhou disputa de bola no meio de campo, olhou para o gol e viu o goleiro Renan adiantado. De primeira, o camisa 9 emendou um chutaço que encobriu o arqueiro e morreu no fundo das redes. 1 x 0 para o Cruzeiro.

O Cruzeiro atuava com grande poder de marcação, fechado em seu sistema defensivo, não deixando o adversário se aproximar do gol de Fábio. A equipe cinco estrelas se portava bem atrás e ligava contra-ataques em velocidade com muito perigo, sempre passando pelos pés de Montillo Roger e Wallyson.

Aos 21 minutos, o jogo se tornou ainda mais tenso para o Cruzeiro, depois que o lateral-esquerdo Gilberto cometeu falta no meio de campo e levou o segundo cartão amarelo dentro da partida, Raposa teve que se desdobrar para manter a vantagem no placar.

O Corinthians tentava pressionar, sobretudo pelo seu lado direito, setor que ficou desfalcado com a expulsão de Gilberto. O meia Danilo quase empatou o jogo com um chute na entrada da área, aos 33 minutos do segundo tempo, mas a bola subiu de mais e saiu pela linha de fundo. Tiro de meta para o time celeste.

O time estrelado chegou bem perto de ampliar o marcador aos 36 minutos, respondendo ao ataque do adversário. Montillo dominou perto da área, em posição central e tentou surpreender o goleiro Renan, dando um toque de pés esquerdo, por cobertura, mas o chute saiu forte e a bola viajou por cima da meta.

Em seguida, o goleiro Fábio fez linda defesa, em uma bomba do meio campista Ralf. O atacante Emerson fez o pivô e o volante soltou o pé, mas o camisa um cruzeirense saltou e espalmou, mandando a bola para fora.

Nos minutos finais o técnico Joel Santana fez uma mudança para fechar ainda mais o Cruzeiro. Saiu o volante Everton, que estava atuando na lateral esquerda, para a entrada do zagueiro Léo. A alteração ajudou a compor o sistema defensivo cinco estrelas, que se segurou até o apito final e conseguiu derrotar o líder do Campeonato Brasileiro, impondo a quebra da invencibilidade do Corinthians na competição.

CORINTHIANS X CRUZEIRO

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Pacaembu, em São Paulo

Data: 24/07/2011 (domingo)

Horário: 16h

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA-RS)

Gol: Wallyson, aos 9 minutos do segundo tempo

Cruzeiro

Fábio; Vitor (Ortigoza), Naldo, Gil e Gilberto; Marquinhos Paraná, Fabrício, Everton (Léo), Roger (Anselmo Ramon) e Montillo; Wallyson.

Técnico: Joel Santana

Corinthians

Renan; Welder, Chicão, Leandro Castán e Ramon (Alex); Ralf, Paulinho e Danilo (Elias); Willian, Jorge Henrique (Edenílson) e Emerson.

Técnico: Tite

Cartões amarelos: Gil, Gilberto (2), Montillo, Everton, Fábio (Cruzeiro); Leandro Castan, Ramon, Emerson (Corinthians)

Cartões vermelhos: Gilberto (Cruzeiro)

Obra de arte 

Além de ajudar o Cruzeiro a vencer o Corinthians dentro do estádio Pacaembu, na tarde deste domingo, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, marcando o único gol da partida, o atacante Wallyson teve a felicidade de fazer uma verdadeira obra de arte. O jogador acertou um belíssimo chute quase do meio de campo e foi o responsável pelo triunfo celeste.

Com o tento anotado, Wallyson já chegou aos quatro gols no Brasileirão e é o segundo artilheiro do Cruzeiro no Nacional, dois a menos que o argentino Montillo, que é inclusive lidera a artilharia, com seis. Este foi o quarto gol marcado pelo avante estrelado, em três jogos.

Wallyson descreveu como foi a jogada que originou o golaço marcado, aos nove minutos do segundo tempo de jogo. O camisa 9 celeste disputou bola pelo alto e emendou de primeira um chute forte que ganhou o ângulo esquerdo do goleiro Renan, que estava adiantado. Mais que o próprio gol feito, o atacante comemorou a vitória do Cruzeiro.

“O Fábio cobrou tiro de meta, eu dominei a bola e quando olhei para o goleiro, o Renan, eu o vi adiantado e arrisquei. Graças a Deus acertei um belo chute e pude ajudar o Cruzeiro a conquistar os três pontos”, contou.

O jogador da Raposa garantiu que o gol foi totalmente intencional. Ele frisa que conseguiu pensar rápido quando viu o goleiro do Corinthians mal posicionado. Cheio de personalidade, Wallyson disse que quem quiser conferir, basta rever o lance do gol, que mostra claramente o atleta olhando para o gol antes de chutar.

“Eu sei que muitos vão falar que foi um chute sem querer, mas quem ver o replay vai ver que eu bati consciente na bola e acertei um belo chute”, destaca.

Wallyson balançou as redes no jogo contra o São Paulo e diante do Bahia, no domingo passado, quando marcou duas vezes e mais uma vez foi um dos responsáveis pela vitória celeste, 2 x 1 em cima do time baiano.

Wallyson brilha mais uma vez e marca gol de placa que dá a vitória ao Cruzeiro

 Para Joel, vitória foi conquistada no detalhe

Após a vitória do Cruzeiro sobre o Corinthians, por 1 x 0, na tarde deste domingo, em pleno Pacaembu, o técnico Joel Santana avaliou a partida e enalteceu a equipe cinco estrelas, que soube ter paciência em campo e conseguiu acertar os detalhes, que a levaram a conquistar o importante triunfo em cima do atual líder do Campeonato Brasileiro.

O comandante celeste disse que o Cruzeiro conseguiu efetuar com sucesso a estratégia desenvolvida para um jogo contra um duro adversário, que contava com sua torcida, dentro de sua casa.

“Jogando dentro da casa do adversário, diante de sua torcida, dentro do seu clima você tem que ter estratégia de jogo e foi o que tivemos. Tivemos estratégia, calma, paciência, jogamos um futebol limpo e conseguimos vencer uma das poderosas equipes do Campeonato Brasileiro”, comentou.

Joel Santana analisou o duelo ante ao time paulista e parabenizou os jogadores do Cruzeiro, por saberem jogar cumprindo as orientações do comandante. O treinador comentou sobre um lance do final do primeiro tempo, quando o time celeste vacilou, mas conseguiu corrigir o erro e evitar um gol certo do Corinthians, para ilustrar como a Raposa venceu em cima de detalhes.

“Foi um jogo muito parelho, muito equilibrado, foi jogo de detalhe e nós conseguimos acertar os detalhes, assim como poderíamos ter errado no final do primeiro tempo, quando dominamos uma bola mal e demos uma possibilidade muito grande para o Corinthians fazer o gol e isso não é possível num jogo como esse. Uma coisa que você tem que ter dentro do jogo é paciência e hoje o Cruzeiro teve paciência, por isso conseguimos vencer”, disse.

Embora a sensação de vencer um jogo tão complicado como este seja de alívio, Joel Santana lembra que, por mais importante que ele seja, o triunfo em cima do Corinthians foi apenas um passo a mais que o Cruzeiro deu rumo ao principal objetivo de chegar ao topo da tabela e lutar pelo título do Campeonato Brasileiro. O técnico azul e branco já mira o próximo desafio celeste na competição.

“Não chegamos nem no G-4 ainda. Primeiro temos que ir galgando dentro daquilo que estamos pretendendo. Acho que temos que ter tranquilidade e equilíbrio emocional. Já temos uma partida na quarta-feira, diante de um time que empatou com o São Paulo e não é fácil empatar com o São Paulo aqui dentro do estado deles. No Campeonato Brasileiro você tem que ter, acima de tudo, muito equilíbrio emocional, independentemente do adversário”, concluiu.

 Textos: Site Oficial do Cruzeiro

 

 

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.