28 jul 2011

Muricy destaca espetáculo, Elano fala de sequestro do pai



Foi um jogo de almanaque, daqueles para lembrar cada detalhe. Para Muricy Ramalho, mesmo com a derrota do Peixe, a partida contra o Flamengo vai ficar marcada pela grande qualidade técnica apresentada por ambos os lados.

“Começamos muito bem, com velocidade e técnica impressionante. Depois que fizemos o terceiro gol o time deu uma relaxada natural e acabou abrindo muito espaço e tomamos o empate. Foram dois erros nossos e dois gols deles, mas é claro que não podemos tirar o mérito do time deles. Foi um grande jogo”.

Para Muricy Ramalho, a partida resgatou um pouco da essência que credenciou o Brasil como país do futebol arte.

“Foi bonito de se ver. Um jogo duro, mas bem jogado. Se tivéssemos muitos turistas aqui no estádio eles iam voltar para casa achando que no Brasil ainda se joga um bom futebol. O torcedor que veio viu um grande jogo”, afirmou o treinador.

Muricy ainda comentou o pênalti batido por Elano e a atuação do camisa oito do Peixe.

“Ele teve problemas sérios durante a semana aí e que foi resolvido da melhor maneira possível e estava preparado para jogar. O erro foi mudar a maneira de bater. Ele bateu vários no treinamento e teve um aproveitamento muito bom”, afirmou.

O técnico ainda falou sobre a formação que foi a campo pela primeira vez.

“Ainda falta um entrosamento, e os jogadores que chegaram ficarem com a forma física ideal. Mas eu gostei do que vi. Agora é ajustar, treinamento. Daqui a pouco a gente acha o jeito certo de jogar”, disse.

  Elano assume responsabilidade por pênalti perdido e afirma: “Não há crise que resista ao trabalho”

O passe para o primeiro gol do Santos contra o Flamengo saiu dos pés dele. Mas para infelicidade de Elano, o lance que poderia coroar uma grande atuação e espantar a pressão pelo pênalti perdido na Seleção Brasileira durante a Copa América também não balançou a rede adversária. Mas a história de mais de cinco anos no Clube, com dois Brasileiros, um Paulista como artilheiro do time e uma Copa Libertadores, não pode ser apagada. Nem mesmo pela derrota por 5 a 4 para o rubro-negro carioca, nesta quarta-feira (27), na Vila.

Após a partida, o jogador fez questão de participar de entrevista coletiva e em um gesto humildade, reconhecer a responsabilidade pelo pênalti perdido no primeiro tempo, quando o Peixe vencia o Flamengo por 3 a 2.

“Eu assumo a responsabilidade. Os que vaiaram estão com a razão. Claro que perder pênalti pode acontecer, mas não da maneira como foi e em um jogo tão importante. Sei da capacidade que tenho que o quanto eu treino, mas eu quis tentar bater diferente, esse foi o meu erro”, disse o meia.

Elano viveu uma semana conturbada com duas tentativas de sequestro do seu pai na véspera do jogo. Mesmo assim, o jogador foi para campo.

“Foi uma semana difícil, a pior da minha carreira. Mas eu acho que minha história no Santos tem muito mais acertos do que erros. Peço desculpas para o torcedor veio ao estádio com o filho e voltou para a casa triste, Eu estou tão triste quanto ele. Desculpas também aos jogadores que se esforçaram para conseguir a vitória. O que mais me incomoda não é perder o pênalti, é sair com a derrota”, afirmou o jogador.

Para ele, o momento é passageiro. A expectativa do meia é que a boa fase que o fez voltar à Seleção Brasileira, após conquistar dois títulos neste ano, seja retomada já próximo jogo, domingo (31), contra o Atlético-PR.

“Eu sou muito trabalhador. Não tem crise que resista ao trabalho. Peço que os torcedores tentem apagar da memória esse momento como eu vou tentar fazer. Não quero que a história que eu tenho aqui seja apagada”, finalizou.

 Textos: site oficial do Santos


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

14 nov 2017
Goleiro-artilheiro Edson tem domingo único e Passo da Pátria é campeão da zona rural da Copa Prefeitura Bahamas

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.