01 jul 2011

Maikon Leite marca na estreia no Canindé pé quente



Apesar da derrota para o Ceará na última rodada, o Palmeiras seguiu rumo ao Canindé com uma motivação a mais: manter a invencibilidade no estádio da Portuguesa em 2011. Com seis vitórias, 15 gols marcados e nenhum sofrido, o Verdão entrou em campo como terceiro colocado no Campeonato Brasileiro e buscava mais um triunfo. Comemorando 100 partidas pelo Palmeiras, o volante Márcio Araújo usou a camisa com o número 100 nas costas.

Com edema na coxa esquerda, o atacante Kleber foi barrado no vestiário e não participou do confronto. As novidades ficaram por conta do zagueiro Maurício Ramos, do retorno de Gabriel Silva, da volta de Luan após suspensão, e principalmente, da estréia do atacante Maikon Leite, recém-chegado ao clube. Tinga também retornou, mas começou no banco de reservas.

Jogando no esquema 4-4-2, o time alviverde começou a partida tímido, e depois do primeiro gol do estreante Maikon Leite, se animou, fez o segundo e controlou a partida até o final. Com esse resultado, o Verdão conquistou a 500ª vitória em Campeonatos Brasileiros.

O começo do duelo entre paulistas e goianos começou morno. As duas equipes atacaram pouco até os 12min do primeiro tempo. A partir daí, o Palmeiras começou a ocupar mais a área do Atlético-GO e esboçou um início de pressão. As bolas paradas de Marcos Assunção voltaram a ser protagonistas na apresentação alviverde. Nas cobranças de falta, o Verdão tentava furar o bloqueio do time goiano.

Cicinho e Maikon Leite, que também atuaram juntos pelo Santo André, mostraram entrosamento e criavam boas jogadas pelo lado direto do ataque do alviverde. Tanto que aos 27 min, um gol com participações importantes. Márcio Araújo, que comemorava 100 jogos pelo Palmeiras, rolou para Maikon Leite, estreante, que arrematou e fez o primeiro gol dele com a camisa do Verdão. Estava aberto o placar a favor da equipe comandada por Felipão.

Cinco minutos depois, o time paulista inverteu o lado e invadiu a área do time goiano pelo lado esquerdo. Atrasado no lance, Bida fez falta em Gabriel Silva e o juiz Nielson Nogueira Dias não teve dúvidas. Penalidade máxima para o Palmeiras. Sem Kleber, o cobrador oficial, Marcos Assunção assumiu o posto de batedor e não decepcionou. Aos 33 min, o volante bateu com força no centro do gol e fez o segundo gol da partida.

Com a vantagem no placar, o time palmeirense apenas controlou o resultado até os minutos finais da primeira etapa. Aos 43 min, Wellington Paulista ainda teve tempo de dar um grande susto no goleiro do Atlético-GO com um belo chute que acertou a trave direita da meta goiana. E assim terminou o primeiro tempo, com 2 a 0 para o Palmeiras.

Grande destaque do Palmeiras no primeiro tempo, o atacante Maikon Leite voltou para a segunda etapa com o mesmo ritmo e deu até um chapéu no defensor do Atlético-GO, mas não finalizou bem para o gol. Aos 9min, Lincoln deixou o campo para a entrada de Tinga.

Quando o relógio marcava 15min, a dupla Cicinho e Maikon Leite entrou em ação de novo. O lateral deu um belo passe para o atacante, que chutou forte, mas não acertou o gol do goleiro Márcio. Quatro minutos depois, Maikon Leite, de novo, fez uma linda jogada e chutou para gol, mas o goleiro do time goiano conseguiu defender.

Aos 23min, a bola foi lançada para o ataque alviverde, Luan ajeitou de cabeça e Gabriel Silva soltou uma bomba em direção a meta do Atlético-GO. Aos 34min, mais um lance feito pela dupla Cicinho e Maikon Leite. Dessa vez, quem deu uma de garçom foi o camisa 7, que rolou para o lateral chutar cruzado e o goleiro Márcio defender. Dois minutos depois, muito aplaudido pela torcida, Maikon Leite deixou a partida para a entrada de Adriano. Encerrava-se a ótima participação do atacante recém-contratado.

Aos 39min da segunda etapa, também ovacionado pelos torcedores palmeirenses, Marcos Assunção saiu e Chico entrou no lugar dele. Até o apito final, não houve mais nenhuma jogada que arrepiasse o torcedor palmeirense, a não ser uma bola na trave do Atlético-GO aos 48 min.

Com a vitória, o Palmeiras chegou aos 14 pontos e se manteve na terceira colocação do Campeonato Brasileiro. O Verdão continua invicto no Canindé. A próxima partida será no dia 6 de julho contra o América-MG, às 21h50, em Minas Gerais.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS x ATLÉTICO-GO

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)

Data: 30 de junho de 2011, quinta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Renda: R$ 242.709,00

Público: 9.450 pessoas

Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)

Assistentes: Erich Bandeira (Fifa-PE) e Wilton José Lins da Silva (PE)

Cartões amarelos: Bida e Rafael Cruz (Atlético-GO); Luan e Tinga (Palmeiras)

Gols:

PALMEIRAS: Maikon Leite, aos 27, Marcos Assunção (pênalti), aos 33 minutos do primeiro tempo.

 

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Marcos Assunção (Chico), Márcio Araújo, Lincoln (Tinga) e Luan; Maikon Leite (Adriano) e Wellington Paulista

Técnico: Luiz Felipe Scolari

ATLÉTICO-GO: Márcio; Adriano (Rafael Cruz), Gílson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Pituca, Bida e Vítor Júnior (Elvis); Marcão (Juninho) e Anselmo

Técnico: Paulo César Gusmão.

Texto: site oficial do Palmeiras

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.