10 jul 2011

Fogo empata na Bahia e chega aos 16



O Botafogo jogou melhor mesmo fora de casa, criou as chances mais reais de gol e merecia vencer o Bahia, neste domingo, no Estádio de Pituaçú. Porém, faltou sorte, e o Glorioso empatou em 1 a 1, chegando a 16 pontos no Campeonato Brasileiro. Elkeson fez o gol alvinegro O próximo adversário é o Corinthians, domingo, no Stadium Rio.

O primeiro tempo foi do Botafogo. Sem Everton, Caio Júnior colocou Marcos Vinícius, deslocando Lucas Zen para a defesa pelo lado esquerdo e Marcio Azevedo para a meia. A mudança surtiu efeito positivo.

O time teve maior de posse de bola, mostrou boa movimentação e foi seguro na defesa. Logo com 6 minutos, Herrera recebeu pela direita, ganhou dos zagueiros, mas, livre, bateu forte por cima. Marcio Azevedo e Maicosuel também tentaram arriscar de fora da área, sem sucesso.

O domínio alvinegro inicial impressionava, até porque o Bahia jogava em casa e tinha o apoio de sua torcida. O adversário até tentou equilibrar as ações, mas o Botafogo abriu o placar aos 29. Elkeson cobrou falta da esquerda no ângulo de Marcelo Lomba.

Com a vantagem do Botafogo, era de se esperar que o Bahia oferecesse perigo. Pelo contrário, o Glorioso continuou com as melhores chances. Aos 37, Herrera bateu de primeira e acertou a trave. Aos 41, Elkeson obrigou Marcelo Lomba a trabalhar.

A pressão do Bahia foi no início da etapa final. Eram chutes de fora da área, velocidade e cruzamentos na área. Porém, a primeira boa oportunidade, novamente, foi do Botafogo. Maicosuel cobrou escanteio e Herrera, já sem goleiro em lance rápido, cabeceou por cima. Na jogada seguinte, Júnior ficou livre na área, bateu e Renan salvou. No rebote, Lulinha chutou para fora.

A estratégia alvinegra, de jogar nos contra-atraques, quase foi premiada aos 13. Léo lançou Elkeson, que ajeitou para Marcio Azevedo bater cruzado. A bola passou perto. Em outro lance, Maicosuel foi derrubado na entrada da área. Elkeson, desta vez, cobrou por cima.

O jogo poderia ficar mais fácil para o Botafogo quando Léo recebeu um forte carrinho de Lulinha por trás, no tornozelo. O árbitro em vez de expulsar, aplicou cartão amarelo. Outra jogada reclamada foi quando Elkeson recebeu um choque de Paulo Miranda dentro da área. O juiz mandou seguir.

Aos 29, mais uma boa chance para o Botafogo. Maicosuel arriscou um chute forte de fora da área e Marcelo Lomba teve dificuldade para espalmar. Em um novo erro de arbitragem, Lucas Zen cortou bola em cima de Lulinha. Seria tiro de meta, o juiz deu escanteio. Para piorar, na cobrança, Fahel empurrou Marcos Vinicius, subiu mais do que todo mundo e, de cabeça, empatou o jogo, aos 33.

O Botafogo só não voltou a ficar à frente no placar, aos 37, porque faltou sorte. Maicosuel recebeu de Thiago Galhardo, cortou dois e bateu cruzado, para grande defesa de Marcelo Lomba. Na sobra, bola dividida dentro da área, o Mago tocou em direção ao gol, mas a zaga conseguiu evitar quase em cima da linha.

Thiago Galhardo, após passe de Caio, também teve oportunidades, mas a finalização, cruzada, foi para fora. Já aos 41, Elkeson cruzou na área e Fábio Ferreira, livre na pequena área, em alta velocidade, cabeceou rente à trave. A sorte, infelizmente, não estava ao lado do Botafogo, que somou um ponto quando mereceu a vitória.

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Lucas Zen; Marcos Vinícius, Somália (Léo), Maicosuel, Elkeson e Marcio Azevedo (Thiago Galhardo); Herrera (Caio). Técnico: Caio Júnior.

 Texto: site oficial do Botafogo


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.