24 jul 2011

Ceará não era carne assada



Depois de fazer um bom primeiro tempo e abrir o marcador com um golaço de Renato, o Flamengo acabou cedendo o empate para o Ceará na etapa complementar, na noite deste sábado, no estádio Claudio Moacyr de Azevedo, em Macaé. Com o resultado de 1 a 1, o Rubro-negro chegou aos 21 pontos e se manteve provisoriamente na terceira colocação na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro.

O Flamengo entrou em campo bastante modificado. Bottinelli e Diego Maurício entraram nos lugares dos suspensos Thiago Neves e Ronaldinho. Além disso, como Airton recebeu um gancho de quatro jogos no STJD, Luxemburgo escolheu Luiz Antônio para compor o meio-de-campo defensivo.

Logo no começo da partida, o Flamengo já mostrou ao Ceará qual era a sua proposta de jogo, pressionando constantemente a defesa adversária e arriscando chutes de fora da área. Aos 3 minutos, a equipe rubro-negra fez o seu primeiro bom ataque, quando Luiz Antônio recebeu de Deivid e chutou a bola, que bateu em Diego Maurício e voltou para Renato mandar uma bomba para fora.

O Flamengo seguiu comandando as principais jogadas ofensivas do jogo, enquanto o Vovô se defendia com eficiência. Aos 8 minutos, Renato quase surpreendeu o goleiro Diego com um chute da entrada da área que desviou no zagueiro. Três minutos depois, foi a vez de Bottinelli arriscar, mas o argentino também não teve sorte na finalização.

Bem no jogo, Luiz Antônio ajudou muito na armação das jogadas ofensivas do Rubro-Negro. O jovem volante rubro-negro fez boa jogada aos 24 minutos, se livrando de um marcador, invadindo a área e cruzando para Deivid, que bateu na bola de primeira e obrigou Fabrício a se jogar e cortar de cabeça.

Apesar da pressão, o Flamengo encontrava certa dificuldade para fazer o gol. Com isso, o Ceará cresceu em campo em certos momentos da etapa inicial. A equipe nordestina chegou a assustar quando Osvaldo mandou uma bola no travessão aos 27 minutos.

Contudo, a determinação do Flamengo e sua busca pela vitória foram recompensadas aos 32 minutos. Junior Cesar avançou pela esquerda e cruzou na medida para o canhoto Renato pegar de primeira com a perna direita e marcar um golaço, levantando a torcida em Macaé.

Luiz Antônio seguiu bem na partida e ajudou a infernizar a defesa cearense no restante do primeiro tempo. Aos 38 minutos, o jogador arrancou pelo meio e fez linda jogada. Na continuação, a bola sobrou para Diego Maurício, que chutou cruzado, mas sem precisão. Dois minutos depois foi a vez de o atacante tocar boa bola para o volante, que pegou de primeira, mas foi prensado.

Na volta do intervalo, o Flamengo diminuiu um pouco o ritmo de jogo. Com isso, acabou trazendo mais o Ceará para o seu campo defensivo. Logo aos 5 minutos, Washinton obrigou Felipe a fazer boa defesa após chutar rasteiro da entrada da área. Mas o susto acordou o time rubro-negro, que voltou a pressionar os alvinegros.

Como o Ceará manteve a defesa bem postada, o time rubro-negro continuou arriscando chutes de fora da área. Junior Cesar arriscou de longe aos 17 minutos, mas bola subiu muito.

O Flamengo voltou a assustar aos 24 minutos, quando Léo Moura deixou Luiz Antônio de frente para o gol. O volante não foi feliz na conclusão e mandou a bola pela linha de fundo.

Em vantagem no placar, o Flamengo passou a administrar de mais o resultado e caiu de produção. Assim, o Ceará acabou estragando a festa rubro-negra. Aos 35 minutos, Felipe Azevedo igualou o marcador após receber bola de João Marcos e passar por Felipe.

No fim do jogo, Osvaldo voltou a incomodar a defesa do Fla, mas Felipe foi eficiente e conseguiu defender uma bola forte cruzada na área. Depois disso, o time vermelho e preto ainda tentou, sem sucesso, buscar o gol da vitória até o fim da partida.

Treinador dá moral

O técnico Vanderlei Luxemburgo enxergou vários aspectos positivos no desempenho dos jogadores rubro-negros na partida deste sábado (23.07), contra o Ceará, em Macaé. De acordo com o treinador, apenas alguns pequenos problemas fizeram com que o time não saísse de campo com a vitória.

“O time jogou bem postado, mas acabou tomando o gol. O Ceará pegou um contra-golpe, com a nossa defesa saindo. Mas fizemos um bom jogo, com domínio absoluto. Não tem porque criticar. Tivemos jogadores fora de ritmo voltando à equipe. O Vander, por exemplo, não joga há muito tempo. Em alguns momentos do jogo tive que chamar atenção para que ele se movimentasse mais. Mas isso é natural”, disse o comandante rubro-negro.

O treinador aproveitou para elogiar a atuação individual de alguns atletas. Para ele, o Flamengo dominou a partida inteira, inclusive o segundo tempo, quando levou o gol de empate. Por isso, não há motivo para reclamar do desempenho de seus jogadores.

“Tivemos o domínio do jogo inteiro. É normal que o Ceará venha para frente no segundo tempo, já que eles estavam perdendo. Não adianta criticar porque levamos o gol de empate. Vi muita coisa boa. Luiz Antônio teve boa atuação, Bottinelli se movimentou bem, Deivid se movimentou bastante também no ataque e fez boas jogadas”, completou o treinador.

Na próxima quarta-feira (27.07), o Flamengo volta a campo para enfrentar o Santos na Vila Belmiro.

 Texto: site oficial do Flamengo


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.