24 jul 2011

Bola na trave não altera o placar



Desta vez faltou um pouco mais de sorte para o América quebrar a sequência negativa no Campeonato Brasileiro. Com oito mudanças na equipe, o time mostrou mais segurança na defesa e muito mais raça nesta noite de sábado (23/07), na Arena do Jacaré, mas ficou no empate sem gols com o Figueirense. Contra a forte retrancada da equipe caterinense, o Coelho pressionou muito a defesa adversária, mas parou no travessão do Figueirense. Aos 21 minutos, na melhor chance do segundo tempo, o volante Amaral soltou uma bomba da entrada da área, mas a trave evitou a segunda vitória americana no Campeonato Brasileiro.

Em seu primeiro jogo em casa sob comando do técnico Antonio Lopes, o América voltou a jogar no esquema 3-5-2 e com três jogadores da base: China, Caleb e Léo. O time americano foi melhor desde o início e teve uma ótima oportunidade de marcar com Fábio Júnior que, da marca do pênalti, chutou pela linha de fundo.

Com boa marcação no meio campo com China ao lado de Dudu e velocidade no ataque, principalmente com os alas Carleto e Marcos Rocha auxiliando o jovem Caleb na armação, o gol parecia questão de tempo. Aos 14 minutos, o atacante Léo tabelou com Fábio Júnior e, na conclusão, a zaga cortou para escanteio. A dupla mostrava afinidade no ataque.

Aos 32 minutos, após o meia Caleb invadir a grande área pela direita e rolar para Fábio Júnior, na marca do pênalti, o atacante errou ao tentar tirar a bola do goleiro, chutando pela linha de fundo. Aos 39 minutos, Willian Rocha cobrou falta rasteira para o garoto Léo, que dominou, virou e chutou rente à trave esquerda do gol de Wilson.

Aos 42, Marcos Rocha saia em contra-ataque e foi derrubado pelo volante Pittoni, que já tinha amarelo e foi expulso.

Na saída para o intervalo, o velocista Léo acreditava que o time jogava conforme orientação do técnico. “Estamos com velocidade na frente e eles quase não tiveram chance. Agora é pressionar para fazer o gol, já que estamos com um a mais”.

SEGUNDO TEMPO

O time americano voltou para o segundo tempo sem alterações e buscando as jogadas de ataque com o lateral direito Marcos Rocha. Aos 7 minutos, o time americano chegou ao ataque trocando passes pela esquerda com o volante China rolando para Marcos Rocha chutar firme, mas a bola explodiu na zaga.

Aos 14 minutos, o técnico Antonio Lopes promoveu duas substituições: Kempes no lugar de Fábio Júnior e Leandro Ferreira na vaga de Dudu. O América era dono do jogo e pressionava o time do Figueirense, que se recuou e não chegava ao gol de Neneca.

Aos 21, o volante Amaral avançou pela direita e chutou forte, a bola explodiu no travessão, na melhor chance de gol do segundo tempo.

Aos 23, Marcos Rocha cruzou pela direita na área e Kempes desviou pela linha de fundo. Em seguida, o técnico Antonio Lopes fez a última substituição e colocou Luciano no lugar de Caleb.

Aos 31 minutos, linda jogada de Kempes. O atacante recebeu na pequena área e, de bicicleta, tentou abrir o placar, mas o goleiro Wilson defendeu no centro do gol.

Na sequência, a primeira participação do goleiro Neneca. Em contra-ataque o atacante Wellington ficou frente a frente com o goleiro, que fechou o canto e saiu nos pés do atacante para fazer uma brilhante defesa.

A pressão americana foi até o fim da partida, mas o empate persistiu nos acréscimos.

ÚLTIMO PASSE

Para o zagueiro Willian Rocha, o time tinha tudo para sair com a vitória. “Tínhamos que sair com a vitória, a gente teve chances de marcar, mas não deu. Tivemos mais vontade e volume de jogo, agora falta só encaixar o último passe”, avaliou o zagueiro.

América 0 x 0 Figueirense

Data: 23 de julho de 2011, domingo

Horário: 18h30

Local: Estádio Arena do Jacaré, Sete Lagoas

Público: 752

Renda: R$ 10.140,00

Árbitro: Jaílson Macedo Freitas – BA

Auxiliares: José R. Dias da Hora – BA, Adnilson da Costa Pinheiro – MS

Cartões amarelos: Léo, William Rocha, Thiago Carleto, Neneca (América); Rhayner, Wellington (Figueirense)

Cartão vermelho: Wilson Pittoni – Figueirense

América: Neneca; Willian Rocha, Micão, Amaral; Marcos Rocha, Dudu (Leandro Ferreira), China, Caleb (Luciano), Thiago Carleto, Léo e Fábio Júnior (Kempes). Técnico: Antonio Lopes.

Figueirense: Wilson; Bruno (Jackson), Roger Carvalho, João Paulo, Juninho; Ygor Wilson Pittoni, Maicon, Fernandes (Wellington Sousa); Rhayner (Coutinho) e Aloísio. Técnico: Jorginho

Texto: site oficial do América Mineiro


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.