05 jun 2011

Primeiro tempo ruim acaba em goleada para o Inter



O América começa bem a partida, indo pra cima da equipe do Internacional, mas depois se perdeu em campo e deixou o Internacional abrir 3 gols no primeiro tempo. O time só voltou a equilibrar a partida a partir dos 25 minutos da etapa inicial. No segundo tempo a equipe voltou melhor, mas não conseguiu reverter à situação.

Com menos de 1 minuto de partida, o lateral direito Marcos Rocha, estreante na competição, recebeu falta próximo da grande área do adversário. Rodriguinho cobrou na cabeça de Eliandro, que mandou forte, rente a trave direita do goleiro Renan. Aos 11 minutos Eliandro pegou uma sobra de bola pelo lado direito e chutou cruzado para a linha de fundo. As jogadas de ataque do América estavam sendo trabalhadas pelo lado.

O Internacional que ainda não havia levado perigo, chegou aos 13 minutos com o meia Oscar recebendo na área, e batendo firme para uma boa defesa de Flávio . Na sobra, o zagueiro Gabriel tirou mal, e a bola sobrou para Cavenaghi que bateu cruzado na cabeça do jogador Oscar testando forte e abrindo o placar. América 0 Internacional 1. Dois minutos depois, Thiago Carleto perdeu a bola ao tentar sair jogando e, com a zaga desarrumada, o meia Zé Roberto tocou para D’Alessandro chutar e marcar o segundo gol da partida. América 0 Internacional 2

A equipe americana que havia começado bem a partida sentiu o baque e não conseguia se organizar dentro de campo. O time não chegava mais ao ataque e perdia a bola no meio campo. Aos 21 minutos o zagueiro Gabriel não conseguiu cortar o lançamento e o meia Oscar saiu na cara do goleiro Flávio chutando forte. América 0, Internacional 3.

Tentando se tranqüilizar e colocar a bola no chão, o time só voltou a atacar com perigo aos 26 minutos depois de batida cruzada de Marcos Rocha, e Fábio Júnior chegando um pouco atrasado na pequena área.

O time voltou a buscar o jogo pelo lado direito com Marcos Rocha e Amaral e nos cruzamentos a grande área. Aos 45 minutos o lateral Marcos Rocha tabelou com o volante Amaral que mandou a bola por cima do gol.

“Entramos devagar e agora vamos ter que correr dobrado para tentar reverter essa situação”, diz o atacante Fábio Júnior na saída para o intervalo.

Mauro Fernandes voltou para o segundo tempo com o armador Camilo no lugar do volante Leandro Ferreira. Aos 3 minutos, o lateral Marcos Rocha invadiu a área e chutou cruzado para a linha de fundo. Dois minutos depois, Carleto bateu forte a cobrança de falta, mas a zaga cortou. Aos 6 minutos foi a vez do volante Amaral chutar cruzado.

O time voltou pressionando o Internacional buscando diminuir o placar, e aos 10 minutos Eliandro ajeitou de peito para Rodriguinho soltar uma bomba de pé esquerdo e diminuir o placar. América 1 Internacional 3. O gol deu novo ânimo a equipe americana. Mas, aos 15 minutos, em novo contra-ataque, o Internacional voltou a marcar com o atacante Cavenaghi. América 1 Internacional 4.

Após o gol o técnico Mauro Fernandes trocou o esquema tático colocando o atacante Alessandro no lugar do volante Glauber. Aos 20 minutos Rodriguinho chutou forte de fora da área forçando o goleiro Renan mandar a bola para escanteio. Na cobrança, o zagueiro Anderson marcou o gol de cabeça, mas o árbitro anulou alegando falta do zagueiro americano.

Tentando chegar ao gol, o América saia pelas laterais, mas se arriscava cedendo espaços para a equipe do Internacional . Aos 36 minutos a última alteração na equipe America: saiu Eliandro e entrou o Kempes. Aos 37 minutos o goleiro Flávio defendeu um chute a queima roupa do do meia Oscar. Dois minutos depois o atacante Alessandro recebeu na grande e chutou no canto direito do goleiro Renan diminuindo o placar. América 2 Internacional 4.

O América ainda tentou mais algumas vezes, mas não conseguiu chegar ao empate. “Poderíamos ter saído com um resultado melhor se não fosse o apagão do primeiro tempo. Melhoramos no segundo tempo, chegamos até a igualar a partida, mas não deu para chegar”, diz Rodriguinho.

Para o técnico Mauro Fernandes o time jogou bem os 10 primeiros minutos da partida e, após o gol, o time teve um “apagão” e surgiram as falhas coletivas e individuais, como aconteceu no jogo contra o Vasco. No intervalo, o treinador conversou com os atletas e viu uma nova postura do time em campo. “O America foi aguerrido e valente buscando reverter a situação, mas com 3 gols de desvantagem é difícil quando se tem uma equipe qualificada como a do Internacional”, disse Mauro.

América 2 x 4 Internacional

Data: 05 de junho de 2011, domingo

Horário: 18h30

Local: Estádio Morenão, Campo Grande-MS

Público: 3.119 pagantes

Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação-BA

Auxiliares: Belmiro da Silva e Raimundo Carneiro de Oliveira-BA

Cartões amarelos: Thiago Carleto – América; Bolivar, Rodrigo, Cavenaghi – Internacional

Gols: Rodriguinho (10’- 2° Tempo) Alessandro (39’ – 2° Tempo) – América; Oscar (13’- 1° Tempo), D’Alessandro (15’- 1° Tempo), Oscar (21’- 1° Tempo ), Cavenaghi (15’- 2° Tempo) – Internacional

América-MG: Flávio; Marcos Rocha, Anderson, Gabriel e Thiago Carleto; Glauber (Alessandro), Amaral, Leandro Ferreira (Camilo) e Rodriguinho; Eliandro (Kempes) e Fábio Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.

Internacional: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Juan ; Guiñazu, Tinga, Oscar (Glaydson) e D’Alessandro; Cavenaghi (Gilberto) e Zé Roberto(Ricardo Goulart). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Texto: site oficial do América Mineiro

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.