05 jun 2011

Primeiro tempo ruim acaba em goleada para o Inter



O América começa bem a partida, indo pra cima da equipe do Internacional, mas depois se perdeu em campo e deixou o Internacional abrir 3 gols no primeiro tempo. O time só voltou a equilibrar a partida a partir dos 25 minutos da etapa inicial. No segundo tempo a equipe voltou melhor, mas não conseguiu reverter à situação.

Com menos de 1 minuto de partida, o lateral direito Marcos Rocha, estreante na competição, recebeu falta próximo da grande área do adversário. Rodriguinho cobrou na cabeça de Eliandro, que mandou forte, rente a trave direita do goleiro Renan. Aos 11 minutos Eliandro pegou uma sobra de bola pelo lado direito e chutou cruzado para a linha de fundo. As jogadas de ataque do América estavam sendo trabalhadas pelo lado.

O Internacional que ainda não havia levado perigo, chegou aos 13 minutos com o meia Oscar recebendo na área, e batendo firme para uma boa defesa de Flávio . Na sobra, o zagueiro Gabriel tirou mal, e a bola sobrou para Cavenaghi que bateu cruzado na cabeça do jogador Oscar testando forte e abrindo o placar. América 0 Internacional 1. Dois minutos depois, Thiago Carleto perdeu a bola ao tentar sair jogando e, com a zaga desarrumada, o meia Zé Roberto tocou para D’Alessandro chutar e marcar o segundo gol da partida. América 0 Internacional 2

A equipe americana que havia começado bem a partida sentiu o baque e não conseguia se organizar dentro de campo. O time não chegava mais ao ataque e perdia a bola no meio campo. Aos 21 minutos o zagueiro Gabriel não conseguiu cortar o lançamento e o meia Oscar saiu na cara do goleiro Flávio chutando forte. América 0, Internacional 3.

Tentando se tranqüilizar e colocar a bola no chão, o time só voltou a atacar com perigo aos 26 minutos depois de batida cruzada de Marcos Rocha, e Fábio Júnior chegando um pouco atrasado na pequena área.

O time voltou a buscar o jogo pelo lado direito com Marcos Rocha e Amaral e nos cruzamentos a grande área. Aos 45 minutos o lateral Marcos Rocha tabelou com o volante Amaral que mandou a bola por cima do gol.

“Entramos devagar e agora vamos ter que correr dobrado para tentar reverter essa situação”, diz o atacante Fábio Júnior na saída para o intervalo.

Mauro Fernandes voltou para o segundo tempo com o armador Camilo no lugar do volante Leandro Ferreira. Aos 3 minutos, o lateral Marcos Rocha invadiu a área e chutou cruzado para a linha de fundo. Dois minutos depois, Carleto bateu forte a cobrança de falta, mas a zaga cortou. Aos 6 minutos foi a vez do volante Amaral chutar cruzado.

O time voltou pressionando o Internacional buscando diminuir o placar, e aos 10 minutos Eliandro ajeitou de peito para Rodriguinho soltar uma bomba de pé esquerdo e diminuir o placar. América 1 Internacional 3. O gol deu novo ânimo a equipe americana. Mas, aos 15 minutos, em novo contra-ataque, o Internacional voltou a marcar com o atacante Cavenaghi. América 1 Internacional 4.

Após o gol o técnico Mauro Fernandes trocou o esquema tático colocando o atacante Alessandro no lugar do volante Glauber. Aos 20 minutos Rodriguinho chutou forte de fora da área forçando o goleiro Renan mandar a bola para escanteio. Na cobrança, o zagueiro Anderson marcou o gol de cabeça, mas o árbitro anulou alegando falta do zagueiro americano.

Tentando chegar ao gol, o América saia pelas laterais, mas se arriscava cedendo espaços para a equipe do Internacional . Aos 36 minutos a última alteração na equipe America: saiu Eliandro e entrou o Kempes. Aos 37 minutos o goleiro Flávio defendeu um chute a queima roupa do do meia Oscar. Dois minutos depois o atacante Alessandro recebeu na grande e chutou no canto direito do goleiro Renan diminuindo o placar. América 2 Internacional 4.

O América ainda tentou mais algumas vezes, mas não conseguiu chegar ao empate. “Poderíamos ter saído com um resultado melhor se não fosse o apagão do primeiro tempo. Melhoramos no segundo tempo, chegamos até a igualar a partida, mas não deu para chegar”, diz Rodriguinho.

Para o técnico Mauro Fernandes o time jogou bem os 10 primeiros minutos da partida e, após o gol, o time teve um “apagão” e surgiram as falhas coletivas e individuais, como aconteceu no jogo contra o Vasco. No intervalo, o treinador conversou com os atletas e viu uma nova postura do time em campo. “O America foi aguerrido e valente buscando reverter a situação, mas com 3 gols de desvantagem é difícil quando se tem uma equipe qualificada como a do Internacional”, disse Mauro.

América 2 x 4 Internacional

Data: 05 de junho de 2011, domingo

Horário: 18h30

Local: Estádio Morenão, Campo Grande-MS

Público: 3.119 pagantes

Árbitro: Arílson Bispo da Anunciação-BA

Auxiliares: Belmiro da Silva e Raimundo Carneiro de Oliveira-BA

Cartões amarelos: Thiago Carleto – América; Bolivar, Rodrigo, Cavenaghi – Internacional

Gols: Rodriguinho (10’- 2° Tempo) Alessandro (39’ – 2° Tempo) – América; Oscar (13’- 1° Tempo), D’Alessandro (15’- 1° Tempo), Oscar (21’- 1° Tempo ), Cavenaghi (15’- 2° Tempo) – Internacional

América-MG: Flávio; Marcos Rocha, Anderson, Gabriel e Thiago Carleto; Glauber (Alessandro), Amaral, Leandro Ferreira (Camilo) e Rodriguinho; Eliandro (Kempes) e Fábio Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.

Internacional: Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Juan ; Guiñazu, Tinga, Oscar (Glaydson) e D’Alessandro; Cavenaghi (Gilberto) e Zé Roberto(Ricardo Goulart). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Texto: site oficial do América Mineiro

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


21 jan 2018
Virose no Carijó? Dirigente admite possibilidade, mas não quer usar como desculpa

19 jan 2018
Futebol do Baeta apresenta Comissão Técnica para Módulo 2 e admite que está atrasado

18 jan 2018
Próximo adversário do Tupi, Uberlândia perde em casa. Veja como começou o Estadual

18 jan 2018
Tem de 12 a 16 anos e quer jogar basquete? Sexta é dia de cesta! Olha esse convite da Faefid-UFJF

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse