12 jun 2011

Fogão vira-vira



O Botafogo venceu em casa de virada o Coritiba por 3 a 1 neste domingo em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time carioca chegou aos sete pontos e está na sétima colocação, enquanto o clube paranaense permaneceu com três pontos e está na 16ª posição, um posição acima da degola.

Apesar de jogar fora de casa, quem abriu o placar foi o Coritiba, com Bill, logo com dois minutos de jogo. A virada alvinegra foi confirmada ainda na primeira etapa, com Maicosuel, aos 17 minutos, e Elkeson, aos 38; Alex fechou já nos acréscimos do segundo tempo.

O Botafogo chegou ao seu segundo triunfo no torneio, enquanto o Coxa – que ainda vive ressaca pela perda do título da Copa do Brasil para o Vasco no meio da semana – já acumula três derrotas em quatro jogos. Na próxima rodada, o Botafogo faz o clássico com o Flamengo no domingo, enquanto o Coritiba recebe o Internacional no mesmo dia.

O jogo

O Coritiba começou a partida no ataque e logo no primeiro minuto, Bill assustou a defesa alvinegra com um chute perigoso. E aos dois minutos a equipe paranaense abriu o marcador. Everton Ribeiro fez um cruzamento perfeito para Bill, inteiramente livre, cabeceou sem chances para o goleiro Jéfferson.

O gol deixou o Botafogo nervoso, principalmente depois que a torcida começou a vaiar o lateral Alessandro. Só depois dos dez minutos é que o time comandado por Caio Júnior começou a trocar passes com menos afobação e se aproximar da defesa da equipe paranaense. Aos 14 minutos, Herrera recebeu de Alessandro dentro da área, se livrou da marcação mas chutou na rede pelo lado de fora.

Um minuto depois o Botafogo chegou ao empate.Elkeson dominou no meio campo e fez ótimo lançamento para Maicosuel que pentrou pela direita e colocou na saída do goleiro Edson Bastos. O empate empolgou o time da casa e aos 17 minutos foi a vez de Everton exigir grande defesa de Édson Bastos.

O Botafogo passou a jogar melhor depois do empate enquanto o Coritiba encontrava dificuldades para fazer a bola chegar aos atacantes. Só aos 30 minutos é que o time visitante chegou com perigo com um chute de Rafinha bem defendido pelo goleiro Jéfferson.

Aos 35 minutos, um grande susto para a torcida botafoguense. Jéfferson saiu mal do gol para cortar um cruzamento, Everton Ribeiro aproveitou a tentou encobrir o goleiro que se recuperou e conseguiu dar um tapinha na bola e mandar para escanteio.

Aos 36 minutos, o Botafogo desempatou. Elkeson bateu falta ao lado da área. A bola bateu no meia Davi e enganou Édson Bastos que não teve a menor chance de defesa. Nos minutos finais da primeira etapa, o Coritiba teve as chances de chegar ao empate em cobrança de falta na entrada da área da equipe carioca mas o goleiro Jéfferson fez grande defesa em cobrança de Léo Gago.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e o Coritiba adiantou seus jogadores de meio campo para ficar com a posse de bola no campo do adversário. Aos sete minutos, um chute de Rafinha passou bem perto da trave de Jéfferson. Já o Botafogo se defendia com competência mas não conseguia trocar passes no ataque e a bola sempre voltava para a posse do Coritiba.

O técnico Marcelo Oliveira colocou Geraldo e Eltinho para dar mais velocidade ao time enquanto o Botafogo, mas acabou perdendo o zagueiro Emerson que entrou com o pé na cabeça de Lucas Zen. O árbitro chegou a puxar o cartão amarelo mas alertado pelo assistente Carlos Titara da Rocha, expulsou o jogador do Coritiba de campo.

Mesmo com um jogador a mais, o Botafogo continuou encontrando dificuldades para ficar com a bola e Herrera era o mais sacrificado, só recebendo bolas para disputar com os zagueiros paranaenses. Aos 26 minutos, após lançamento na área, Herrera recuou para Lucas Zen chutar sem perigo para o gol defendido por Édson Bastos.

Aos 32 minutos, o atacante Geraldo foi lançado na área, se livrou da marcação e tocou fora do alcance de Jéfferson mas a bola bateu na trave esquerda e a defesa acabou aliviando o perigo. Mesmo com um jogador a menos, o Coritiba seguiu pressionando a defesa carioca.

O Botafogo chegava com dificuldade ao campo adversário, mas aos 36 minutos, Caio foi lançado em velocidade e trombado por Jeci dentro da área mas o árbitro considerou o lance como normal. Dois minutos o time visitante teve nova chance quando Jéfferson e Marcelo Mattos se chocaram na mesma bola e quase permitiram que Bill aproveitasse a jogada.

Nos minutos finais, o Coritiba pressionou em busca do empate e o Botafogo acdabou chegando ao terceiro gol aos 48 minutos por intermédio de Alex que dribolu um zagueiro e acertou um chute sem defesa para Édson Bastos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 3 X 1 CORITIBA

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 12 de junho de 2011 (Domingo)

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)

Assistentes: Erich Bandeira (AL) e Carlos Titara da Rocha (AL)

Cartões Amarelos: Marcelo Mattos, Herrera (Bota); Léo Gago, Rafinha (Cori)

Cartão Vermelho: Jeci (Coritiba)

Gols: BOTAFOGO: Maicosuel, aos 15, e Elkeson, aos 36 minutos do primeiro tempo; Alex, aos 48 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Bill, aos dois minutos do primeiro tempo

BOTAFOGO: Jéfferson; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Lucas Zen, Marcelo Mattos, Maicosuel (Caio) e Everton (Cidinho); Elkeson e Herrera (Alex). Técnico: Caio Junior.

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Jeci, Emerson e Lucas Mendes (Eltinho); Willian, Léo Gago (Tcheco), Rafinha e Davi (Geraldo); Everton Ribeiro e Bill. Técnico: Marcelo Oliveira.

Texto: www.espn.com.br

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.