04 jun 2011

Cuca reconhece atuação ruim no Engenhão



O técnico Cuca não gostou da atuação cruzeirense neste sábado, que resultou na derrota de 2 a 1 para o Fluminense, no Engenhão, no Rio de Janeiro-RJ, pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador analisou a partida e deixou claro que o time estrelado saiu com nova derrota pelos seus próprios erros, já que, para ele, o adversário também não teve uma atuação tão empolgante.

“Na realidade, não achei que foi um jogo bom tecnicamente. Não sei se a chuva, e não foi um jogo com muitas chances de gol. O Fluminense saiu na frente nos acréscimos, numa bola teoricamente fácil pelo lado do campo. Falhamos na marcação e acabamos sofrendo o gol, o que mudou o jogo. No segundo tempo, mudamos a maneira de jogar, jogamos com dois atletas enfiados, para ter essa jogada de linha de fundo. Numa delas, com o Wallyson, fizemos o gol de empate e, no momento de crescer no jogo, tomamos o 2 a 1. Uma linha de impedimento mal feita, que praticamente decretou (o resultado), porque o Fluminense fechou bem e partiu no contra-ataque. Mais uma vez nós não fizemos um bom jogo”, disse.

Cuca reconhece que a equipe caiu de rendimento após a eliminação da Copa Santander Libertadores, para o Once Caldas-COL, principalmente nas três primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, em que não conseguiu sair de campo com a vitória.

“Neste ano, no Campeonato Brasileiro, ainda estamos aquém do que a equipe pode fazer. Na realidade, depois que tivemos a eliminação da Copa Libertadores, demos uma caída muito grande, fizemos um jogo de superação contra o Atlético-MG, em que saímos campeões (do Campeonato Mineiro BMG). Mas demos uma caída. Temos que buscar a razão e o motivo de a equipe estar tão aquém do que ela pode”.

Questionado se o grupo estrelado ainda sente a eliminação precoce na Libertadores, após a melhor campanha na fase de grupos da principal competição sul-americana, Cuca foi bastante direto.

“Mas isso não é desculpa. Não pode ficar com isso até o final do campeonato. Isso é passado, tem que saber que é passado, que ficamos fora porque não merecemos seguir adiante naquela noite. Passou. Já jogamos com Figueirense, com o Palmeiras-SP, em que até jogamos bem, e hoje mais uma vez fizemos uma partida abaixo do que a equipe pode”, afirmou Cuca, que quer uma resposta imediata do time.

“Vamos trabalhar, ter calma, procurar analisar as coisas de cabeça fria, saber de que forma as coisas têm que ser melhoradas. Vamos com calma. Acho que o que nós tínhamos que perder nessa arrancada aí já foi perdido. Não gostei de muitas coisas que ocorreram hoje no jogo. O Fluminense, mesmo não fazendo uma grande partida, demonstrou uma garra e uma vontade de vencer maior do que a nossa. E nós temos esse algo mais guardado dentro de nós, tem é que colocar para fora. Quando a gente pôs para fora isso, aliado à nossa técnica, sempre passamos bem. De um tempo para cá nós mudamos um pouquinho, pensamos só na parte técnica e esquecemos esse lado. Talvez aí seja a grande questão”.

Texto: site oficial do Cruzeiro

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.