26 jun 2011

Boa vitória no Engenhão, com emoção



Marcelo Mattos viveu um domingo de fortes emoções.

O cartão amarelo recebido indicava que o jogo contra o Grêmio, no Stadium Rio, seria o último em seu contrato atual com o Botafogo, que se encerra na quinta-feira. E, nesta partida, o volante fez seu primeiro gol com a camisa alvinegra, abrindo o caminho para a vitória por 2 a 1 que levou o time aos 11 pontos e à quarta posição no Campeonato Brasileiro. Elkeson fez o segundo.

Emocionado, o volante extravasou seu sentimento na comemoração, beijando o escudo e correndo em direção à torcida, em mais uma prova da intenção de permanecer. Substituído no fim, ele foi ovacionado. O próximo adversário do Botafogo, sem o suspenso Mattos, é o São Paulo, no Morumbi, quarta-feira.

O primeiro tempo do Botafogo só não foi melhor devido ao goleiro Marcelo Grohe. Com boas defesas, ele impediu que o Glorioso abrisse o placar, como fez logo aos 6 minutos, quando Marcelo Mattos acertou um belo chute que tinha o ângulo como direção. No minuto seguinte, pegou finalização de fora da área de Maicosuel.

O Botafogo jogava como Caio Júnior pedia: troca de passes, movimentação constante, chegada de muitos jogadores ao ataque e domínio da partida. Faltava, apenas, melhor sorte nas conclusões. Aos 7, Marcio Azevedo lançou e Herrera cabeceou por cima. Já em cruzamento de Alessandro, aos 19, o argentino finalizou e o goleiro gremista apareceu bem de novo.

Brigador e participativo, Herrera estava nos principais lances ofensivos, assim como Everton, sempre perigoso pelo lado esquerdo. Aos 25, o meia foi ao fundo e cruzou rasteiro para o atacante desviar, com a bola saindo rente à trave.

Bem postado, o sistema defensivo deu pouca chance ao Grêmio, que só assustou aos 30. Em um contra-ataque, Fernando ficou frente a frente com Renan, que fechou o ângulo e fez boa defesa. No lance seguinte, após cruzamento da direita, Lúcio emendou de voleio e Marcelo Mattos salvou.

Os sustos, entretanto, foram exceção. De novo com Everton pela esquerda, o Botafogo quase chegou ao gol aos 41, mas Marcelo Grohe pegou após Rafael Marques jogar para trás e a zaga afastou antes de Maicosuel concluir.

Na etapa final, o Botafogo tentou intensificar a pressão e começou com tudo. No lance mais perigoso, Herrera girou em cima do zagueiro e bateu para fora, aos 7. Entretanto, o time tinha a bola, mas não conseguia furar o bloqueio defensivo do Grêmio.

A estratégia gremista quase deu certo aos 18, quando em contra-ataque Douglas colocou Lins na cara do gol. Ele invadiu a área e bateu no canto, mas Renan fez defesa espetacular.

Caio Júnior resolveu fazer alterações, e elas surtiram efeito imediato. Três minutos depois de entrar no lugar de Everton, Cidinho fez uma bela jogada, driblando três adversários até ser derrubado por Fennando, que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, aos 23.

O outro que entrou foi Caio, no lugar de Maicosuel. Em seu primeiro lance, pela direita, foi ao fundo e conseguiu escanteio. Elkeson bateu, a zaga cortou e o apoiador ficou com a sobra. Ele cortou para a esquerda e soltou a bomba cruzado, para Marcelo Mattos desviar de cabeça para o fundo das redes, aos 25. Gol do Botafogo e uma emocionante comemoração do volante junto à torcida.

Os alvinegros começaram uma bonita festa na arquibancada e o time cresceu em campo. Cidinho, quando não foi parado com faltas feias, bateu na rede pelo lado de fora. Aos 32, porém, uma queda de energia interrompeu a partida por cerca de 20 minutos.

Quando o jogo foi reiniciado, quem teve boa chance foi o Grêmio. Douglas cobrou falta colocado e Renan espalmou, em mais uma boa intervenção. Na sequência, aos 35, o Botafogo matou o jogo. Caio fez uma jogada espetacular pela direita, passando por três, e rolou para Elkeson mandar para a rede.

O Grêmio ainda descontou no fim, em jogada confusa, com Rafael Marques. Mas não foi capaz de impedir mais uma vitória alvinegra!

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Marcio Azevedo; Marcelo Mattos (Thiago Galhardo), Lucas, Maicosuel (Caio), Elkeson e Everton (Cidinho); Herrera. Técnico: Caio Júnior.

Caio Júnior: vitória justíssima, nos números da partida

O placar de 2 a 1 pode indicar uma vitória complicada do Botafogo sobre o Grêmio, como de fato aconteceu neste domingo no Stadium Rio. Entretanto, os números comprovam a boa atuação alvinegra. Por este motivo, Caio Júnior fez questão de levá-los para a entrevista coletiva.

“Poderíamos concretizar em gol as oportunidades no primeiro tempo, mas, independentemente da vitória, analiso os números do jogo. Quanto mais você tem posse de bola e finalizações, mais chances tem de ganhar. Foram 21 finalizações contra 9 do Grêmio, 14 cruzamentos contra 9, 11 escanteios contra 4. E há muito mais números que comprovam que estamos no caminho certo, como posse de bola. Queremos uma equipe buscando o gol, com coragem. Fiquei muito satisfeito, apesar da tensão no fim. Foi justíssima e merecida a vitória”, destacou Caio Júnior.

O treinador destacou a atuação coletiva do time e individual dos jogadores. E lembrou também que o Botafogo ganhou todas as suas partidas como mandante.

“Fora o jogo contra o Flamengo, que foi um clássico e não tínhamos o mando, jogamos três partidas em casa e ganhamos as três. Na tabela, estamos 100% em casa. É isso que tenho passado para o torcedor, nosso campo tem que fazer a diferença, a torcida empurrar e pressionar o adversário”, lembra.

Caio Júnior dedicou ainda a vitória ao filho Gabriel, que completou 15 anos neste domingo. O Botafogo volta a treinar nesta segunda-feira, no CT João Saldanha, e se prepara para o jogo contra o São Paulo, que será disputado na quarta.

Texto: Danilo Santos – site oficial do Botafogo

 

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


24 nov 2017
Com vídeos! Sucesso dentro e fora da quadra, Copa Toque de Bola de Futsal promete emoção na reta final

22 nov 2017
Basquete dos Intercolegiais: conheça todos os atletas campeões e veja as avaliações dos professores

22 nov 2017
JF Vôlei receita “foco e determinação” para buscar reação contra dois adversários diretos na pontuação

20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.