11 jun 2011

Aos 47, Coelho?!



O América deixou escapar uma vitória que parecia certa,ao sofrer um gol aos 47 minutos do segundo tempo no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, e empatar em 2 a 2 com o Avaí, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. A equipe alviverde jogou com muita garra, marcou forte e esteve sempre à frente do marcador. Fez 1 a 0 com belo gol de Alessandro, no primeiro tempo, sofreu o empate em um pênalti muito duvidoso e voltou a passar à frente com Fábio Júnior convertendo pênalti sofrido por Rodriguinho. O time americano ainda teve duas grandes chances para ampliar, com Alessandro e Rodriguinho, mas não converteu em gol. E quando tudo indicava para a reabilitadora vitória, o árbitro Héber Roberto Lopes, marco uma sequência incrível de faltas nas proximidades da área americana, expulsou o lateral Marcos Rocha e praticamente no último lance do jog veio o castigo do gol do empate.

O América volta para Belo Horizonte com apenas um ponto e 14º lugar. O grupo retorna de Florianópolis neste domingo e na segunda-feira pela manhã já começa a sua preparação para o clássico contra o Cruzeiro, domingo, na Arena do Jacaré.

O JOGO

O América começou com um futebol bastante consistente. Tocava a bola com consciência para tentar entrar na defesa do Avaí. O volante Dudu, que voltou após cumprir suspensão, deu mais proteção à defesa, enquanto o goleiro Flávio fez defesas sensacionais, resistindo à pressão inicial do adversário.

A primeira chance clara para o América ocorreu aos 19 minutos, quando o atacante Alessandro chegou com velocidade na grande área e tocou para Rodriguinho chutar forte, mas o zagueiro do Avaí se jogou na bola e impediu o gol americano.

Com inteligência, o time alviverde pressionava o Avaí na saída de bola, mas sem muita afobação. E, aos 37 minutos, o estreante Gilson fez uma bela jogada pela esquerda, entrou na área e tabelou com Rodriguinho, que apenas rolou para o atacante Alessandro. De frente para o gol, Alessandro colocou a bola em curva no canto esquerdo do goleiro Alexs. Um golaço do artilheiro alviverde, agora com três gols.

Na saída para o intervalo, Alessandro destacou a postura da equipe em campo.“O gol trouxe mais tranquilidade, mas sabemos que não podemos bobear. Estamos marcando bem e temos que continuar assim, com muita concentração para não tomarmos o gol”.

PÊNALTI FORÇADO

O time americano voltou para o segundo tempo sem modificação e com a mesma tática. Aos 4 minutos, o volante Leandro Ferreira “roubou” a bola e tocou para Rodriguinho, que encontrou o atacante Alessandro entre os zagueiro. Mas o artilheiro, desequilibrado, não conseguiu concluir a gol.

Aos 8 minutos, o árbitro Héber Roberto Lopes marcou pênalti bastante contestado por todo para o time da casa. O jogador Julinho ganhou a grande área e não chegou a ser tocado pelo volante Amaral, mas se jogou no gramado e o árbitro marcou o penalidade que proporcionou o empate do Avaí.

OUTRO ERRO

Mas o América não se abalou e, no minuto seguinte, o meia Rodriguinho ganhou na velocidade do zagueiro e foi derrubado pelo goleiro do Avaí, que era o último jogador da defesa catarinense. O árbitro marcou o pênalti claro, mas não expulsou o goleiro Alexs. O artilheiro Fábio Júnior cobrou e converteu para fazer América 2 a 1.

Aos 13 minutos Fábio Júnior, recebeu um passe de calcanhar de Rodriguinho e chutou forte de fora da área, forçando o goleiro do Avaí a desviar para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para Fábio Junior, que ajeitou para o zagueiro Gabriel chutar contra o corpo do adversário. Aos 17 minutos, o goleiro Flávio fez grande defesa, no canto esquerdo, após chute certeiro.

Aos 22 minutos, Rodriguinho teve a chance de ampliar. Ele recebeu cara-a-cara com o goleiro do Avaí, mas chutou por cima do travessão. Aos 26, o técnico Mauro Fernandes promoveu a estreia do meia Fabrício Souza, que entrou no lugar do Rodriguinho. Logo em seu primeiro lance, ele pegou uma sobra de bola na área e chutou firme, mas a bola parou no zagueiro.

O América cadenciava o jogo com tranquilidade, o time continuava se defendendo bem e saindo perigosamente ao ataque. Tanto que, aos 34 minutos, Alessandro recebeu cruzamento rasteiro de Marcos Rocha na grande área e, de frente para o goleiro, chutou por cima do gol, perdendo a melhor chance do América no segundo tempo. Aos 38 minutos, Alessandro, cansado, foi substituído pelo meia Camilo.

O CASTIGO

No final da partida o Avaí teve duas chances em bolas paradas e, nos acréscimos, depois da cobrança de falta pela esquerda a zaga, a defesa não conseguiu cortar o cruzamento e o zagueiro Cássio completou para o gol. Um minuto depois, o juiz expulsou o lateral Marcos Rocha por suposta reclamação. O Avaí ainda teve uma chance aos 48 minutos, com uma bola passando próxima da trave direita do goleiro Flávio.

MAURO FERNANDES LAMENTA EMPATE

Para o técnico Mauro Fernandes, o empate ficou com um “gosto ruim” por estar vencendo a partida até os minutos finais e pelo bom futebol apresentado pela equipe do América. “Merecíamos uma sorte melhor no jogo. A equipe teve bons momentos e tivemos chance de matar a partida, mas não estamos sabendo tirar proveito quando ela acontece. A gente ainda nota que existe aquela ansiedade de ganhar a partida”, disse o treinador.

Na próxima rodada a equipe vai enfrentar o Cruzeiro, que ainda não venceu. Para o técnico, isso mostra a dificuldade da competição. “Temos que pontuar sempre na Série A e agora vamos encontrar um adversário difícil, que também precisa vencer. O time do Cruzeiro não deixa de ser uma grande por estar nessa situação, ainda sem vencer. Serão duas equipes buscando uma reabilitação”, afirmou Mauro.

Avaí 2 x 2 América

Data: 11 de junho de 2011, sábado

Horário: 18h30

Local: Estádio Ressacada, Florianópolis-SC

Árbitro: Heber Roberto Lopes

Auxiliares: Gilson Bento Coutinho e José Amilton Pontarolo

Cartões amarelos: Alessandro, Rodriguinho, Fábio Júnior, Amaral – América; – Gustavo Bastos, Mauricio Alves, Cássio, Aleks – Avaí

Cartão vermelho: Marcos Rocha

Gols: Alessandro(37’- 1° Tempo), Fábio Júnior (11’ – 2° Tempo) – América; Julinho(9’- 1° Tempo), Cássio (46’ – 2° Tempo) – Avaí

América: Flávio; Marcos Rocha, Anderson, Gabriel e Gilson; Dudu, Amaral, Leandro Ferreira e Rodriguinho (Fabrício Souza); Fábio Júnior (Kempes) e Alessandro (Camilo). Técnico: Mauro Fernandes.

Avaí: Aleks; Cássio, Marcinho Gerreiro, Gustavo Bastos (Robinho); George Lucas, Bruno Silva, Pedro Ken (Acleisson), Estrada, Julinho; Rafael Coelho ( Maurício Alves) e Fábio Santos. Técnico: Edson Neguinho.

Texto: Site oficial do América Mineiro

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


20 nov 2017
Com títulos e recordes, CRIA-UFJF brilha nos Jogos Escolares da Juventude

17 nov 2017
Rodrigo Rezende é 27º lugar no Mundial de Ginástica de Trampolim na Bulgária

16 nov 2017
Saiu a tabela! Tupi encara Cruzeiro e América fora de casa logo no início do Campeonato Mineiro

16 nov 2017
Intercolegiais: professor Tidinho comemora brilho do Jesuítas no vôlei. Veja fotos e nomes de todos campeões

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse

error: Conteúdo protegido.