29 maio 2011

Na hora de tirar o 10…



Após outra boa atuação, o Flamengo parecia que voltaria a vencer no Brasileirão 2011, desta vez fora de casa, diante do Bahia, neste domingo (29.05), em Pituaçu, na Bahia. Com autoridade, o Rubro-negro, que esteve atrás no marcador por duas vezes durante o confronto, foi melhor nos 90 minutos e vencia até os minutos finais. Mas acabou sofrendo o empate. Ronaldinho, Bottinelli e Egídio marcaram.

O próximo confronto do Flamengo na competição será diante do Corinthians, no próximo domingo (05.06), no Engenhão. Sendo assim, Vanderlei Luxemburgo terá novamente a semana inteira para preparar o time.

Na primeira etapa, o Flamengo teve mais posse de bola e domínio. Logo no início do jogo, aos oito minutos, Ronaldinho aproveitou a saída de bola errada do Bahia e tocou, de primeira, para Wanderley, que, pressionado, chutou para fora. Só que, apesar de estar menos no campo de ataque, foi o time da casa que saiu na frente.

Após cobrança de lateral, Souza segurou a bola, fazendo o pivô dentro da área, e Lulinha acabou completando para o gol. Sem chances para o goleiro Felipe.

O Flamengo não sentiu o gol sofrido e continuou com sua pegada. Aos 21 minutos, Ronaldinho fez grande jogada e passou para Thiago Neves. O camisa 7 lançou Galhardo, que deu um drible de corpo incrível em seu marcador e entrou na área, mas acabou chutando muito forte. Ronaldinho e Wanderley quase chegaram na bola.

Mas foi apenas um ensaio. Em jogada muito semelhante o Flamengo chegou ao primeiro gol. Ronaldinho pegou a bola no meio de campo, tocou para Renato, que passou para Thiago Neves. O meia deixou a bola passar para Galhardo, que entrou na área e cruzou para R10 completar.

A torcida do Flamengo ainda festejava o gol quando Bottinelli, de fora da área, quase marcou o segundo. Mas era hora do Bahia chegar novamente. O time rubro-negro errou uma cobrança de falta ensaiada e gerou um contra-ataque do Tricolor baiano. Lulinha avançou pela direita e cruzou para Jobson, sozinho, completar.

Veio o intervalo e a postura das equipes em campo não mudou. Enquanto o Flamengo jogava a maior parte do tempo no campo do adversário, o Bahia se encolhia cada vez mais. Talvez por isso, aos nove minutos, veio o castigo. Thiago Neves começou uma jogada na frente da área da equipe baiana. Tocou em Wanderley, que errou o domínio. Mas a bola chegou limpa para Bottinelli. O meia argentino só completou, no canto do goleiro.

Permaneceu o domínio do Flamengo e a virada passou a ser questão de tempo. Saiu Wanderley, entrou Diego Maurício e o “Drogbinha” já participou da jogada do terceiro tento rubro-negro.

Bottinelli lançou Diego Maurício na esquerda. O atacante passou pelo marcador, entrou na área e cruzou para Egídio, sozinho, completar de primeira. Era a virada e o Bahia, em desvantagem, ainda perdeu o volante Hélder, que levou o segundo amarelo, logo em seguida, por cometer falta em cima do meia argentino do Flamengo.

Mesmo em desvantagem no marcador e na quantidade de jogadores em campo, o Bahia tentava, a todo custo, empatar. E conseguiu. Após pressionar bastante, Jobson recebeu sozinho na área e, de perna esquerda, completou no canto direito de Felipe.

(Texto: site oficial do Flamengo)

 


Voltar

Deixe uma resposta

Notícias


19 fev 2018
JF Vôlei tem semana de desafios seguidos em busca da reação na Superliga

17 fev 2018
Baeta perde na estreia do Módulo 2

17 fev 2018
Tupynambás estreia no Módulo 2 fora de casa

16 fev 2018
Com Leão ainda treinador interino, Tupi visita URT

+ notícias

Toque de Bola

O primeiro portal exclusivo de esportes de Juiz de Fora cresceu rápido! Lançado oficialmente em janeiro de 2011, o Toque de Bola conquistou milhares de seguidores também nas redes sociais. Estamos no Instagram, no face, no Twitter. Informação dinâmica, com credibilidade e agilidade.


Acesse